Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

Novo blog

Bem, eu criei um blog agora no blogger. O endereço é:

http://itonlyhurtswhenisee.blogspot.com/

 

Daqui para a frente devo postar apenas lá, espero que vocês dêem uma olhada ;)

sinto-me:

publicado por Pescador de ilusões às 00:48
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

A coisas que temos que fazer

Eu detesto obrigações.

   Sejam as obrigações propriamente ditas, sejam as não-obrigações que em dado momento se tornam obrigações. Eu explico. Postar nesse blog obviamente nunca foi uma obrigação, na verdade sinto prazer em postar, ainda que sejam algumas bobagens. Mas andei indisposto nesses últimos dias, e fiz questão de não postar enquanto não sentisse alguma vontade, que foi o que me aconteceu hoje.

 

   Ok, o mundo não é perfeito, e um blog é um exemplo bobo de obrigação. Tenho tido problemas com minhas obrigações "oficiais", em particular meu mestrado, que anda entregue às moscas. Não sei exatamente o que fazer, não tenho conseguido encontrar motivação, e me parece que enquanto isso não ocorrer a situação permanecerá como está. Vou ter que encontrar um modo de superar isso. Até porque, ao contrário de em outras épocas, não acho que no mundo ideal não teríamos obrigações. Muito pelo contrário, acho que a vida seria péssima sem um pouco de rotina e disciplina(experimentei isso na prática, me dei duas semanas a fazer somente o que me desse vontade, e foi um desastre: fazer sempre o que se tem vontade, quando se torna rotineiro, também é chato).

 

   Acho que tudo na vida é melhor quando se é moderado. É correto ser disciplinado em alguns momentos(acho que principalmente os momentos profissionais), mas acho que todos deveriam encontrar um espaço para outras atividades, que as façam apenas pelo pelo prazer. Eu, por exemplo, estou lendo um ótimo livro. Ok, acho que só eu ainda não tinha lido, mas "1984", de George Orwell é simplesmente um dos melhores livros que já li(quero dizer, ainda não terminei :P). É muito interessante(e assustador) a realidade criada no livro, onde as pessoas perdem completamente sua liberdade para o estado. Me fez pensar um pouco na China(acho que por causa das olimpíadas recentes), como um exemplo, bem mais sutil, claro, de estado totalitário, onde a realidade pode ser "alterada" de maneira a tornar perfeito e sublime um estado que está longe dessas qualidades.

sinto-me:

publicado por Pescador de ilusões às 15:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 16 de Agosto de 2008

Quase

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase.

É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.

Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.

O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

 

- Luiz Fernando Veríssimo

sinto-me: melancólico
tags:

publicado por Pescador de ilusões às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008

Ensinando a viver

   Eu adoro filmes.

   Não queria ficar repetitivo, já falei recentemente de outro filme que assisti, mas é que esse agora... bem... é o tipo do filme que -deve obrigatoriamente- ser assistido. Não sei se eles traduzem os títulos igualmente no Brasil e em Portugal, aqui traduziram como "ensinando a viver". Só encontrei o site em inglês: www.martianchild.com/

 

   O filme conta sobre um escritor de ficção científica que decide adotar um garoto que é, digamos, problemático. O garoto vive uma história fantástica, imagina que veio de marte, entre outras coisas,  como uma tentativa de mascarar a realidade de ter sido abandonado pelos pais. O desenrolar do filme consiste na tentativa do escritor de traze o garoto de volta à realidade, ao mesmo tempo que tenta se adaptar à nova situação de ser pai.

 

   O filme me tocou, cheguei mesmo a chorar em algumas partes. Ok, eu devo ser meio sensível demais. Mas é que me fez desejar um dia ser pai, algo que eu nunca havia sentido antes.  Deve ser muito gratificante dedicar sua vida por uma outra pessoa, guiá-la passo-a-passo na vida.. acho uma coisa muito bonita. Meu pai foi muito ausente em minha vida, queria poder fazer diferente com alguém.

   Enfim... e antes que eu esqueça, o filme também me apresentou essa música tão simpática(e não tão nova :P):

 

 

tags:

publicado por Pescador de ilusões às 02:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 12 de Agosto de 2008

O tempo

  Vocês não acham que o tempo está passando rápido demais? Sei que isso é clichê, todo mundo já teve esse sentimento antes na vida. Mas parece que realmente não tenho dado conta do recado, o tempo escapa das minhas mãos.


  Lembro quando meu pai dizia sobre o quanto o tempo voa quando se é adulto. Na época não vi sentido nisso, mas agora me parece diferente, já não acho que tenho "todo o tempo do mundo". Ok, não sou tão velho assim, tenho 23. Mas tanta coisa aconteceu nos últimos anos, e tudo tão rapidamente. Me faz pensar que daqui para a frente vai ser como um pulo, e um belo dia eu estarei já velho, lamentando não poder voltar atrás(ainda mais sendo eu uma pessoa muito nostálgica).

  Fico imaginando o que me aguarda daqui a 10 anos... As coisas são sempre tão diferentes do que a gente espera... a 2 anos atrás eu tinha a absoluta certeza de ter encontrado a pessoa da minha vida, acreditava de verdade que hoje em dia estaria casado, quem sabe até com filhos. E agora veja só, a realidade exatamente oposta.

  Não sei, me bate um misto de ansiedade, curiosidade e medo quando penso nessas coisas. O tempo me assusta. Ele nunca descansa, insiste em seguir adiante, sempre. Enquanto isso eu sigo, muitas vezes sem rumo, desperdiçando o tempo, as oportunidades, ignorando a triste realidade de que a vida tem um final, e de que às vezes vale a máxima "é agora ou nunca". Eu preciso acordar para a realidade :/   

sinto-me: inseguro
tags: ,

publicado por Pescador de ilusões às 16:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

Cianeto e felicidade

Eu adoro as tirinhas do Cyanide & happiness :)

Aqui vão algumas das minhas favoritas:

 

 

Originalmente elas são feitas em inglês, mas você pode achar traduções para o português nesse endereço: cyanidehappinesstraduzidos.blogspot.com

 

 

sinto-me:
tags:

publicado por Pescador de ilusões às 23:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A esperança equilibrista

"(...) a esperança
dança na corda bamba de sombrinha,
e em cada passo dessa linha pode se machucar.
Azar, a esperança equilibrista
sabe que o show de todo artista
tem que continuar."

 

 

   Pérolas da música popular brasileira como esta, são pra mim um motivo de orgulho. Ter sido conterrâneo de artistas como Chico Buarque, Tom Jobim, Caetano Veloso, Elis Regina, entre outros, é ao mesmo tempo motivo de satisfação e de tristeza. Porque tristeza? porque o que assistimos atualmente é a morte da MPB. O que se poderia chamar hoje em dia de música popular brasileira, para mim não passa de lixo. Me parece que mais uma vez vale a máxima de que vender muito é de alguma forma sinônimo de qualidade. Obviamente discordo disso, e ainda acrescento que se de alguma forma é isso que a maioria prefere escutar, então eu vejo uma epidemia de mal gosto musical.

  Mas tudo bem. Péssimo pra mim que, quer queira, quer não, acabo tendo que prestar ouvidos a muita porcaria musical. Por outro lado, sorte minha que a boa música permanece imortalizada em meus cds, e continua a me encantar toda vida que decido escutar um pouco da velha MPB.

 

sinto-me: indiferente

publicado por Pescador de ilusões às 22:36
link do post | comentar | favorito

Insônia

Na cama imensa,
meu corpo exausto,
o enorme vazio da tua ausência.
Os mil anos dessa noite,
que me engole,
que me vomita.

 

 

 

sinto-me: deprimido
música: Silence is sexy

publicado por Pescador de ilusões às 06:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Apenas um domingo

   Já faz algum tempo que não me iludo quanto aos domingos. Acho que os domingos foram feitos para serem infelizes, melancólicos, entediantes. Não é uma regra, claro, e eu já vivi bons momentos aos domingos. Mas é verdade também que a maioria deles faz jus ao que acabo de dizer. Por sorte não foi assim hoje.

   Fui ao cinema, assitir ao filme "o signo da cidade"( vide http://www.osignodacidade.com.br/). Gostei muito, ultimamente os filmes nacionais tem melhorado por demais. Dizem que não tem graça ir ao cinema sozinho.. pois bem, eu discordo, e pra derrubar essa idéia fiz questão de ter uma prazerosa sessão de cinema, com direito a pipoca, chocolate e tudo o mais.

   "A sorte favorece os audaciosos". Pois bem, terminada a sessão, estava eu a fumar um cigarro quando observei uma (bela) garota sentada, a ler um livro. Acho que não existe nada que torne uma garota mais atraente do que um livro em mãos, e o rosto compenetrado na leitura. Sentei-me ao lado dela e iniciei uma conversa. Foi ótimo. Tudo bem que descobri que ela tinha namorado e tudo o mais, mas de qualquer forma foi uma ótima conversa. Conheci uma pessoa legal que provavelmente não conheceria se tivesse ficado em casa.

   Ponto para mim, e os passeios solitários. Aliás, a solidão é um meio de vida, trata-se de se conformar com a situação. Estamos cercados de pessoas, e se estivermos atentos, observaremos que o mundo todo está em nossas mãos :)

sinto-me: Feliz

publicado por Pescador de ilusões às 02:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 10 de Agosto de 2008

O primeiro quadro

Hoje terminei minha primeira pintura(tudo bem que houveram tentativas anteriores, mas digamos que seja minha primeira pintura razoável :P). Não consegui fazer uma foto decente, então vai essa com o detalhe da minha cama aparecendo no canto superior direito :)

 

 

Pra fazer a pintura me inspirei numa foto que bati a algum tempo atrás, quando visitei a amazônia.

Imagino que alguém com mais familiaridade com pintura consiga apontar um milhão de defeitos nele, mas apesar disso eu fiquei orgulhoso do trabalho final. Não vejo a hora de fazer outro :)

 

 

 

 

sinto-me: orgulhoso

publicado por Pescador de ilusões às 18:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Novo blog

. A coisas que temos que fa...

. Quase

. Ensinando a viver

. O tempo

. Cianeto e felicidade

. A esperança equilibrista

. Insônia

. Apenas um domingo

. O primeiro quadro

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub